English Español Français Italie  deutsch= Japão Arab Russian Swedish Dutch Chinese Greek

Belo Horizonte - MG
Belo Horizonte - MG

Capital               Belo Horizonte - MG                             
Area (Km²)   586.528.293
Números de Municípios 853
População estimada em 2010           19.595.309
{$emptyText}
Senhora dos Remédios 1 - MGSenhora dos Remédios 2 - MGSenhora dos Remédios 3 - MGSenhora dos Remédios 4 - MG

Senhora dos Remédios - MG

Senhora dos Remédios - MG                    Minas Gerais - MG                                        
População10.202
Senhora dos Remédios é uma cidade mineira encravada num vale,

rodeada por montanhas, numa regiao com relevo conhecido como mares de morros. Com pouco mais de 10 mil habitantes, é considerada tranquila é de aspecto agradável.

História

Primeiros relatos

Os primeiros relatos da cidade de Senhora dos Remédios remontam ao ano de 1738, em menções feitas à D. José de Portugal, em uma carta demarcatória de Sesmarias da Comarca do Rio das Mortes, cuja sede deveria ter sido São João del-Rei. Neste documento, a Coroa Portuguesa faz menção à Sesmaria de Santa Cruz da Serra ("Fazenda da Serra"), do Arraial de Borda do Campo (Barbacena) e diz: "Sertões de terras devolutas nas encostas da Pedra Menina, Paróquia de Piranga, na Província de Minas Gerais, para o Capitão Joaquim Ferreira da Silva. No final, a data: 13 de março de 1738.

Escritura da Fazenda da Serra

Entende-se por outros documentos que Senhora dos Remédios tenha se agregado ao Município de Alto Rio Doce, pois numa carta de data (como serão chamados os documentos de concessões exclusivas de mineração e pesquisas de riquezas minerais) o Guarda-Mor das Minas do Distrito de Xopotó, no ano de 1780, concede este a João Batista Condé, da Fazenda de Santa Cruz da Serra. Outro documento que podemos citar é a Escritura de Demarcação de Sesmarias, datado de 1786, assinado por Pe. Inácio Correia Pamplona, de função não identificada no documento, e em cujo teor menciona também a Fazenda Santa Cruz da Serra, suas confrontações com terras de Sesmarias de José de Vargas, cuja sede deveria ter sido o Povoado que até hoje conserva esta toponímia. Dos anos de 1833, já se tem fonte afirmativa da existência jurídica do Povoado de Remédios, pois vários talões de Impostos de Renda Pública da Comarca de Piranga nos dão conhecimentos das primeiras atividades industriais e comerciais de nossos predecessores. De 1839, um talão continha os seguintes dados: "Renda Provincial - Império do Brasil-Província de Minas Gerais - Coletoria da Comarca de Piranga: Recebido de Antônio Francisco de Assis, pela Coletoria da Comarca de Piranga, pelo pagamento de Impostos de 10 quintos de pinga, e remete `a Capital do Império por lombo de burros. Produto fabricado na Fazenda Santa Cruz da Serra". Portanto, a esta época já existiam as fazendas-nossa gente tipicamente colonial, amante da Agricultura. Por volta de 1860, o nosso Distrito passou à Jurisdição de Barbacena, pois os tributos pagos já o foram à Coletoria de Barbacena e, muito embora as rendas distritais só tenham sido carreadas para Barbacena a partir de 1860, Barbacena já exercia autoridade administrativa aqui desde 1851, pois é esta a data da nomeação de Antônio Francisco de Assis para Delegado de Polícia do Distrito de Remédios, nos termos que seguem: Vem este documento da "Secretaria da Província de Minas Gerais, em 12 de maio de 1851, endereçado ao Sr. Antônio Francisco de Assis, para a Fazenda de Santa Cruz da Serra -Distrito de Remédios. A esta época, já proliferavam as fazendas em nosso Distrito. Tem-se notícia:

Fazenda da Mutuca ( Cel. Modesto) Fazenda da Chácara, Fazenda do Couto, Fazenda da Trapizonga, Fazenda da Tenda, Fazenda do Senra, Fazenda do Indaiá, Fazenda da Floresta, Fazenda do Flamengo

E é claro, da Fazenda da Santa Cruz da Serra, e da Fazenda de José de Vargas, primeiras mencionadas neste narrativo. Era vigário da Capela de Nossa Senhora dos Remédios, o Padre Inácio Correia Pamplona, da família de nossa Ilustre poetisa D. Nair Pamplona e irmãos, os filhos de José Simões de Resende, José Rodrigues Milagres, de Aristóteles Alves Pamplona e de Amaro Pamplona. Nossa gente cresce em amor ao povoado, à tradição e às fazendas às quais pertence. Nas fazendas, há escolas, mestres contratados pelos coronéis para instruírem a sua família (nessa época, escola era "coisa de rico"). Menciona-se nessa época os professores das fazendas: José Carlos da Fonseca Cabeça, Mestre Mateus, José Serapião de Carvalho, Joaquim Alves Pamplona e João Damasceno. Nossa arte pouco desenvolvida, como a cultura, vivia ainda da criatividade do sertanejo, dos desafios que tinham lugar nas casas de Engenho, os repentistas travavam acirradas disputas ao som das sanfonas com que os trabalhadores e senhores de Engenho vibravam. Nesse estágio, a Sede do Arraial já contava com as ruas: Largo da Matriz, Rua do Rosário, Rua da Ladeira (hoje, Rua João Alvim do Carmo), Largo das Cavalhadas (Hoje Avenida Paulo Ferreira de Souza) , Rua do Campestre, Rua dos Machados (hoje, Rua Antônio Pereira Neves) e Beco da Fonte Grande (hoje, Rua José Elói Benedito); não eram ainda denominadas ruas, mas já existiam a Rua Coronel Ferrão, Rua das Flores, Rua dos Forros, e Rua da Caixa D'água.

Turismo e lazer

Senhora dos Remédios possui pontos turísticos como a Pedra Menina, a Gruta de Nossa Senhora Aparecida e o Clube Recreativo Remediense. O Hotel-Fazenda Senhora dos Remédios, com cachoeiras e pescaria, oferece passeios até a Pedra Menina, onde se pode praticar rapel. Na Serra do Japão, remedienses e equipes de Juiz de Fora eBelo Horizonte praticam saltos de para-pentes, além dos voos com aeromodelos realizados pelos integrantes(Luís Alberto,Carlos Henrique,Túlio Héuser, João Paulo e Roseni) da equipe, remediense, Carcará,.

A Igreja Matriz, com a imagem de Senhora dos Remédios, fundada no Século XIX, possui uma arquitetura barroca com pinturas douradas e belas imagens. A imagem de Nossa Senhora dos Remédios foi trazida, possivelmente, da cidade de Lamego em Portugal, existindo porém outras versões, como da Fazenda do Capote e do Mestre Piranga. Nos últimos anos, a principal conquista da sociedade remediense foi a construção do Clube Recreativo Remediense, com piscinas, quadras e campo de futebol.

Cultura

As festas da cidade são a principal manifestação cultural remediense. Destacam-se a Exposição Agropecuária, o baile de Halloween, a Semana Santa (com procissões e missas), Festa do Rosário Congado (com danças e roupas típicas) e o Carnaval.

Geografia

Sua população estimada em 2004 era de 10.177 habitantes.

Embora nos últimos anos o desmatamento tenha sido bastante acentuado , o município é provido de áreas de mata atlântica, com flora viçosa nas encostas das montanhas e fauna abundante.

Economia

Senhora dos Remédios apresenta economia pouco diversificada, baseada em sua maioria na agropecuária, com carência de indústrias ou empresas de destaque. Os setores de Educação e Saúde são os principais mercados de trabalho da cidade.
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar